OXIGENOTERAPIA HIPERBÁRICA - ENTENDA / veja também: Evolução do tratamento por imagem
A oxigenioterapia hiperbárica é uma modalidade de tratamento mundialmente reconhecida que tem como principio básico a utilização do oxigênio em um ambiente pressurizado: a câmara hiperbárica.

Referido equipamento pode atingir até 3 vezes a pressão atmosférica, o que promove uma maior absorção do oxigênio pelos tecidos do corpo humano, promovendo entre outros efeitos, a neovascularização das feridas e regularização da função dos fibroblastos que favorece a aceleração da cicatrização, melhora da osteogênese e redução do edema e demais sinais flogísticos com aumento da eficácia dos antibióticos sobre as infecções, favorecendo a resolução de uma infinidade de patologias.

P: Quais as principais indicações da oxigenioterapia hiperbárica?
R: O tratamento hiperbárico está indicado para as mais diversas patologias que cursem com o trinômio: isquemia ou necrose tecidual, infecção e dificuldade de cicatrização. São exemplos de indicações as deiscências e complicações de cirurgias, pancreatites e isquemias pós transplantes, síndrome compartimental, traumas com lesões extensas, infecções secundárias de partes moles, osteomielites, erisipela, celulites e vasculites, feridas complexas de difícil cicatrização como escaras de decúbito, feridas de membros inferiores (principalmente em diabéticos e pacientes com doença arterial e venosa crônica), queimaduras, necrose asséptica de fêmur, infecções em próteses, intoxicação por monóxido de carbono e outras.

P: Quais as contra-indicações do tratamento?
R: Estão contra-indicados de forma relativa, os portadores de claustrofobia e patologias psiquiátricas, por ser um ambiente confinado, normalmente não tolerado por estes pacientes, assim como os portadores de crise convulsiva. E de forma absoluta esta contra-indicado para os portadores de enfisema pulmonar, pelo risco de roturas de bolhas pleurais pela pressurização da câmara, pacientes com peso acima de 130 kg ou altura acima de 2 metros (limites comportados pela câmara).

P: O tratamento hiperbárico é reconhecido pelo CRM e autorizado pelos convênios?
R: Sim, é um tratamento reconhecido e regulamentado pelo Conselho Regional De Medicina-resolução n. 1457/95 e reconhecido pela Agência Nacional De Saúde (ANS), desde Junho deste ano, portanto, autorizado pelos convênios.

P: Existe um número pré-determinado de sessões e qual a duração das mesmas?
R: As sessões são realizadas na Clínica OX, não é necessário internação. As sessões são diárias com duração de 90 minutos. O número total de sessões depende do tipo de patologia, da gravidade da mesma e da resposta ao tratamento hiperbárico proposto.

P: Qual o procedimento para quem deseja iniciar tal tratamento?
R: O primeiro passo é agendar uma consulta, onde será realizada uma avaliação se há ou não indicação do tratamento hiperbárico. A seguir entramos em contato com o médico responsável pelo paciente para discutirmos o caso e iniciarmos o tratamento conjuntamente. Vale salientar que o tratamento hiperbárico é uma terapêutica coadjuvante, devendo o paciente permanecer com seguimento rotineiro dos demais médicos especialistas que o acompanham em suas patologias de base, fator determinante para o sucesso final do tratamento.


P: Quais as principais indicações da oxigenioterapia hiperbárica?
R: O tratamento hiperbárico está indicado para as mais diversas patologias que cursem com o trinômio: isquemia ou necrose tecidual, infecção e dificuldade de cicatrização. São exemplos de indicações as deiscências e complicações de cirurgias, pancreatites e isquemias pós transplantes, síndrome compartimental, traumas com lesões extensas, infecções secundárias de partes moles, osteomielites, erisipela, celulites e vasculites, feridas complexas de difícil cicatrização como escaras de decúbito, feridas de membros inferiores (principalmente em diabéticos e pacientes com doença arterial e venosa crônica), queimaduras, necrose asséptica de fêmur, infecções em próteses, intoxicação por monóxido de carbono e outras.

P: Quais as contra-indicações do tratamento?
R: Estão contra-indicados de forma relativa, os portadores de claustrofobia e patologias psiquiátricas, por ser um ambiente confinado, normalmente não tolerado por estes pacientes, assim como os portadores de crise convulsiva. E de forma absoluta esta contra-indicado para os portadores de enfisema pulmonar, pelo risco de roturas de bolhas pleurais pela pressurização da câmara, pacientes com peso acima de 130 kg ou altura acima de 2 metros (limites comportados pela câmara).

P: O tratamento hiperbárico é reconhecido pelo CRM e autorizado pelos convênios?
R: Sim, é um tratamento reconhecido e regulamentado pelo Conselho Regional De Medicina-resolução n. 1457/95 e reconhecido pela Agência Nacional De Saúde (ANS), desde Junho deste ano, portanto, autorizado pelos convênios.

P: Existe um número pré-determinado de sessões e qual a duração das mesmas?
R: As sessões são realizadas na Clínica OX, não é necessário internação. As sessões são diárias com duração de 90 minutos. O número total de sessões depende do tipo de patologia, da gravidade da mesma e da resposta ao tratamento hiperbárico proposto.

P: Qual o procedimento para quem deseja iniciar tal tratamento?
R: O primeiro passo é agendar uma consulta, onde será realizada uma avaliação se há ou não indicação do tratamento hiperbárico. A seguir entramos em contato com o médico responsável pelo paciente para discutirmos o caso e iniciarmos o tratamento conjuntamente. Vale salientar que o tratamento hiperbárico é uma terapêutica coadjuvante, devendo o paciente permanecer com seguimento rotineiro dos demais médicos especialistas que o acompanham em suas patologias de base, fator determinante para o sucesso final do tratamento.


Clínica Ox Ltda
Rua do Carmo, 378 · Bairro Abadia · Uberaba/MG
(34) 3333-9765 / (34) 3314-2210 · clinicaox@clinicaox.com.br
Copyright © 2020 Clínica Ox.
Todos os direitos reservados.